“Se estivermos unidos tudo será mais fácil”

A poucos dias do início da edição 2017/2018 do Campeonato de Portugal, Fernando Pereira revela-se confiante num bom percurso da Sanjoanense, mas adverte para a exigente temporada que a formação de S. João da Madeira terá pela frente. Convidado a assumir a equipa sénior depois da saída de Sérgio Machado, ainda durante a pré-temporada, o técnico de 49 anos admite um período inicial atípico, mas garante que as expectativas são as melhores. 

“A equipa tem trabalhado muito bem e os jogadores estão a assimilar as ideias que queremos transmitir. Temos um grupo novo, ambicioso e com muita vontade de ganhar. Vamos com essas características para o campeonato”, revelou Fernando Pereira, em entrevista à Informedia - Rádio, durante a qual assumiu ter vivido uma pré-época diferente.

“Nunca tinha sido confrontado com uma situação destas. Quando cheguei, a 17 de julho, tínhamos seis jogadores, e só depois fomos compondo a equipa, com a entrada de atletas para os vários setores”, explica, sem esconder que o plantel continua aberto, numa altura em que o clube procura “dois ou três jogadores para o setor defensivo e intermédio”.

Ainda assim, o treinador assegura um conjunto focado e preparado para a estreia no campeonato, apesar de se mostrar ciente das dificuldades com que o grupo se pode deparar durante a viagem ao reduto do Camacha, na Madeira. “Gosto que o primeiro jogo do campeonato seja fora, e estou com alguma expectativa, principalmente no que diz respeito ao comportamento individual e coletivo dos jogadores”, vincou, mostrando-se esperançado em fazer um jogo competente e em trazer pontos de lá”. “Esse é o grande objetivo”, reforça, entre elogios aos atletas, que “têm trabalhado bem, de forma aplicada e empenhada” para que se garanta “um trabalho que dignifique a Sanjoanense”.

Sem fugir à redução do orçamento, que “baixou 60 a 70% em relação às duas últimas épocas”, Fernando Pereira revela ter aceitado o projeto da Sanjoanense “com toda a humildade”, pelo carinho que sente pelo “clube, a cidade, os adeptos e a forma apaixonada como vivem o jogo”, e promete “trabalho para ajudar a Sanjoanense a fazer um campeonato digno, competitivo e com qualidade, em que todas as pessoas envolvidas se comprometam com o objetivo”.

A forte reestruturação pede tempo de adaptação, e o técnico sabe-o. “Peço aos adeptos que nos ajudem e estejam sempre connosco, porque vai ser uma época extremamente difícil”, reforçou, sublinhando que “se estivermos unidos, a puxar para o mesmo lado, tudo será mais fácil”.

O objetivo, esse, é claro. “Queremos garantir a manutenção, não temos outro objetivo. Vamos ser uma equipa humilde, competente, com capacidade de trabalho e superação. Sabemos que temos uma equipa nova, muita juventude, mas estamos cá para trabalhar, num campeonato muito competitivo e extremamente difícil”.

Fotografia
Associação Desportiva Sanjoanense

17 de Agosto de 2017
Pedro Fernandes
[email protected]
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas