Roberto assume que o Antes “entrou nos eixos” e quer chegar aos 20 golos

O CR Antes recuperou de uma desvantagem de dois golos no confronto com o Arrifanense, em jogo da 1.ª Divisão Distrital, com Roberto Branco a bisar e a conduzir a formação da Mealhada ao empate. O avançado considera que o clube recuperou a boa forma e espera atingir a meta dos 20 golos, ele que na época passada acertou por 50 vezes nas balizas adversárias.

Apesar de não ter vencido o jogo em Arrifana, Roberto refere que o Antes está numa fase ascendente e acredita que a equipa vai alcançar os seus objetivos. “Nós tivemos alguns problemas defensivos. Sofríamos muitos golos, e isso também nos desmotivava um pouco. Agora as coisas têm corrido melhor e os atacantes estão motivados. A prova disso é o facto de alcançarmos vitórias ou empates após estarmos em desvantagens de dois golos. As coisas só tendem a melhorar, para alcançarmos um lugar mais tranquilo na tabela. É o que desejamos e merecemos”, explica, enquanto admite que o início da época ficou aquém das expetativas. “Os resultados das primeiras jornadas não coincidiram com a qualidade do nosso jogo. Agora, que atravessamos uma fase de melhores resultados, sabemos que podemos terminar o campeonato acima do 10.º lugar, que é o nosso objetivo”, refere.

O avançado do Antes admite que “já não é possível igualar a marca dos 50 golos da época passada, também porque a 1.ª Divisão é muito mais exigente”, mas traça a meta dos 20 remates certeiros para a presente temporada. “Sei que também já falhei algumas oportunidades. Já devia ter, pelo menos, mais cinco golos, mas o clube entrou nos eixos e tudo vai correr melhor. Sabemos que o campeonato é mais competitivo, e também temos tido dificuldades, porque nem todos têm disponibilidade para treinar. Estas últimas semanas têm sido complicadas por causa disso, mas estamos a ultrapassar as dificuldades”, revela.

O jogador salienta os sacrifícios que faz pela paixão que nutre pelo futebol, já que é “complicado conciliar o esforço físico no trabalho, na construção civil, com os treinos”. Isso não é suficiente para o demover do projeto do Antes, até porque é um dos padrinhos do mesmo. “Vim para aqui porque também sou um dos principais responsáveis por esta aventura. É muito difícil não continuar e não dar tudo por este clube”, conclui.

Fotografia
Direitos Reservados

10 de Janeiro de 2019
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas