Pedro Torres serviu a sua especialidade no triunfo do Real Nogueirense na 2.ª Divisão Distrital

O Real Nogueirense venceu o Caldas de São Jorge por 3-2, conseguindo uma reviravolta notável no jogo da 13.ª jornada da zona norte da 2.ª Divisão Distrital, que culminou com um golo, de livre direto, de Pedro Torres. O médio ofensivo é especialista nos lances de bola parada e continua a alimentar o sonho de se tornar profissional no futebol.

O jogador do Real Nogueirense não esperava a entrada menos positiva da sua equipa, mas assume o orgulho por ter apontado o golo da vitória diante do Caldas de São Jorge. “Entrámos mal e menosprezámos o adversário. Foi por isso que acabámos por sofrer dois golos nos primeiros 20 minutos. Contudo, a nossa reação foi boa. Fazer o golo da vitória foi especial, mas o mais importante foi a conquista dos três pontos”, explica o médio, de 23 anos, que admite a sua apetência para os lances de bola parada. “Estou habituado a marcar livres e tem corrido bem. Os meus colegas dizem que eu sou bom nisso e, felizmente para a equipa, a bola entrou na baliza, mais uma vez”, afirma.

Pedro Torres formou-se no Cesarense e jogou duas épocas no FC Porto, onde experimentou um patamar bem diferente no futebol. Ainda alinhou no Feirense, mas regressou ao Cesarense para disputar o Campeonato de Portugal, tendo ainda passagens por Bustelo e Mansores antes de vestir a camisola do Real Nogueirense, clube pelo qual quer triunfar ainda esta época.

“Vamos tentar a subida, porque esse é o objetivo delineado. Julgo estar ao nosso alcance, mas temos de estar concentrados e não dar abébias como aconteceu no início do jogo com o Caldas de São Jorge”, alerta, assumindo que augura novos desafios na carreira. “Gostava de, um dia, ser profissional, o que é natural, porque a maior parte dos jogadores sonha com isso. Sei que é difícil, mas vou aproveitar todas as oportunidades que forem aparecendo”, refere.

JuveForce encurta distâncias na zona sul
O Real Nogueirense esteve a perder diante do Caldas de São Jorge após um “bis” de Simão Sá, mas um tento de Carlos Pinto e um autogolo restabeleceram a igualdade para os anfitriões, que garantiram o triunfo com um golo de Pedro Torres.

Ainda na zona norte, o líder, Florgrade, venceu no reduto do Santiais por 11-0, com um “hat-trick” de Diogo Guerra e os golos de Zé Carlos e Marcelo, que bisaram, Gelson, Gomes, Fruta e Capela. Já o Nogueira da Regedoura venceu o dérbi local com o Relâmpago por 4-0, mercê dos golos de Nélson Ferreira, Wilson Santos, Francisco Moreira e Fábio Sousa, enquanto o Lobão empatou sem golos no reduto do Macieira de Cambra.

A jogar em casa, o Lusitânia de Lourosa B bateu o Milheiroense por 1-0, com um golo de Pedro Pereira, verificando-se idêntico resultado na vitória do Romariz no reduto do Tarei, com um golo de Bruno Ribeiro, na transformação de uma grande penalidade. Quem também venceu fora de casa foi o Mosteirô FC, ao derrotar o São Martinho (3-1) com golos de Carlos Leal, Nuno Paiva e Nélson Amaral, com os anfitriões a reduzirem por Simão Cunha.

O Fermedo venceu o dérbi de Arouca diante do Vila Viçosa por 2-1, colocando-se em vantagem com um tento de Albino Henriques. Os visitados empataram por João Duarte, mas Stephane Oliveira deu a vitória ao Fermedo. Quanto ao Válega, que somou o oitavo jogo consecutivo sem sofrer golos, triunfou na visita ao Sanguedo (4-0), marcaram Rui Faria, Ricardo Rendilheiro e Rui Silva, beneficiando ainda de um autogolo.

Na zona sul, a JuveForce venceu o Famalicão, em casa, por 3-1 e encurtou a distância pontual para o líder Valonguense, que empatou a dois golos na visita ao Beira-Vouga. Os golos da JuveForce foram apontados por Diogo Martins, Filipe Simões e Arthur Pereira, depois de o Famalicão se ter adiantado no marcador com um tento de Kaio Silva.

O Beira-Vouga colocou-se em vantagem no duelo com o Valonguense após um autogolo, com os forasteiros a restabelecerem a igualdade por Telmo Lemos. João Ferreira ainda chegou a dar nova vantagem ao Beira-Vouga, mas Miguel Soares fixou o resultado em 2-2.

A jogar em casa, o Aguinense venceu o Santo André por 5-1, mercê dos golos de João Dias, Ricardo Batista, Hugo Coelho, Rui Ramos e Rafael Silva, com os forasteiros a reduzirem por Diogo Jesus, enquanto o Mealhada triunfou na visita ao Mamarrosa por 2-0, com golos de Marcos Castanheira e Pedro Souza. Já o Bustos, que também venceu fora de casa, derrotou o Ribeira de Azenha por 4-0, com os tentos de Nuno Sarabando, Gonçalo Gonçalves e um “bis” de Tiago Reis.

O Sosense bateu o Vaguense em casa por 2-1, com um “bis” de Leandro Neves, depois de os visitantes se terem colocado na frente do marcador com um autogolo, registando-se igual resultado na vitória do Carqueijo no terreno do Paredes do Bairro. Os visitantes marcaram por Lucas Vidal e Nuno Pimenta, com Tiago Amaro a apontar o golo da equipa da casa.

Quem também venceu pela margem mínima (0-1) foi o Rocas do Vouga, triunfando no reduto do Águas Boas com um golo de Lázaro Oliveira, enquanto o Vila Nova de Monsarros venceu o Bom-Sucesso por 4-3. Reny Jesus e Jorge Cardeira deram vantagem à formação de Anadia, com os visitantes a reduzirem por Bruno Matos. Jovane Cruz e Marcos Ferreira consumaram o triunfo do Vila Nova de Monsarros, sendo que os visitantes ainda conseguiram reduzir por Miguel Nabais e Bruno Matos, que completou um “bis”.

Fotografia
Direitos Reservados

8 de Janeiro de 2020
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas