Pedro Godinho fez de ponta de lança e deu triunfo à Quinta de Paramos com um "hat-trick"

Pedro Godinho foi a figura da Quinta de Paramos na segunda jornada da Liga de Futebol Popular de Espinho, ao contribuir com um "hat-trick" no triunfo por 3-1 diante do Idanha. O trinco, que foi capitão do Esmoriz durante 15 anos, aposta no futebol popular para continuar a fazer o que mais gosta, e quer ajudar na missão de recuperar o título que foge há 20 anos ao clube que representa, o qual vai liderando, isolado, o campeonato.

Pedro Godinho passou por clubes como o Esmoriz, onde foi o líder da equipa por mais de uma década, e o Sporting de Espinho, mas viveu a sua primeira experiência no futebol popular quando tinha apenas 17 anos. “Já nessa altura fiquei impressionado com o Quinta de Paramos. É um clube organizado, tal como a liga, e há muitos jogadores de qualidade. É por isso que estou aqui pela terceira vez, porque, aos 36 anos, ainda sinto que posso dar algo ao futebol”, revela.

E nada melhor do que um "hat-trick" para o provar, feito que expande as contas do jogador para outro patamar. “Sou trinco, e não faço muitos golos. Normalmente, tenho uma média de sete por época. No último jogo do campeonato marquei três porque a equipa fez por isso. Estávamos todos balanceados no ataque, e até podia ter aproveitado mais oportunidades”, conta.

Pedro Godinho ainda teve uma curta passagem pelo futsal, mas cedo percebeu que a quadra não era a sua praia. “Na altura fui para a Juventude de Fiães, mas nem sei por que razão tomei tal decisão. Não era mesmo o que queria e acabei por voltar ao futebol popular”, admite, acrescentando que, com o regresso à Quinta de Paramos, pretende ajudar o clube a “recuperar a glória”. “Há 20 anos que o título foge à Quinta de Paramos, mas temos um grupo muito bom e com uma grande vontade de ser campeão”.

Estrelas de Anta na liderança da 2.ª Divisão
Na segunda jornada da competição, a Quinta de Paramos esteve a perder por 1-0 com o Idanha, mas Pedro Godinho marcou três golos nos últimos 15 minutos, dando o triunfo à sua equipa.

Numa ronda em que o Águia de Paramos folgou, o único empate verificou-se no confronto entre o GD Ronda e a Associação Esmojães, que terminou com um golo para cada lado, apontados por Hélder Resende e César Cardoso, respetivamente.

A jogar em casa, o Ponte Anta derrotou os Leões Bairristas por 2-1, bisou Celso Gomes, sendo a única equipa a vencer em casa na segunda jornada. O Rio Largo ganhou por 2-1 na visita ao Corga Silvalde, com golos de Silva e Marco Lucas, verificando-se resultado idêntico na receção do Cantinho Rambóia ao Magos Anta. Marcos Neto e Ruben Neves marcaram para o conjunto de Anta, tendo André Soares apontado o tento de honra da equipa da casa. Quanto ao Novasemente, foi derrotado, em casa, por 3-1, diante do Guetim, marcaram Ruben Oliveira, Pedro Filipe e Ivo Castro.

O último fim de semana marcou, igualmente, o arranque da 2.ª Divisão do futebol popular de Espinho, que tem no Estrelas de Anta o seu primeiro líder, depois da vitória por 4-2 frente às Águias de Anta. Bruno Ferreira completou um "hat-trick", e Bruno Oliveira apontou o restante golo dos forasteiros, tendo Nuno Afonso e Ivo Silva marcado para a equipa da casa.

Com um tento de Ivo e um autogolo, a Juventude Estrada derrotou o Bairro Anta por 2-0, resultado idêntico obtido pelo Outeiros na casa do Império Anta, marcaram Emanuel Andem e Gerson Barbosa. Já o Regresso, ganhou ao Morgados Paramos graças ao "bis" de Rui Lima, de pouco valendo o tento de honra apontado por Tiago Rufino.

A fechar, nota para as igualdades a uma bola nos jogos Cruzeiro Silvalde-Lomba e Estrelas Divisão-Estrelas Vermelhas.

Fotografia
Direitos Reservados

29 de Outubro de 2018
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas