O orgulho de João Ricardo na mística “felina” do SC Espinho

Ainda em criança, tinha o sonho de jogar na equipa principal do clube da sua terra. Hoje, é um dos capitães e já sabe o que é sentir na pele a mística dos “tigres”. Com um remate de longa distância, João Ricardo foi decisivo no recente triunfo do SC Espinho em Castro Daire (1-0), onde ninguém vencia há mais de um ano. Do sonho de criança à realidade, o médio, hoje com 29 anos, anseia pela “nova casa para um clube como não há igual”.

Começou a jogar futebol no São Félix da Marinha, mas em pouco tempo chegou ao SC Espinho, onde esteve até ao último ano do escalão de iniciados. Foi dando nas vistas e acabou por ser recrutado pelo FC Porto, mas João Ricardo, que completou a formação no CD Feirense, confessa que a sua grande vontade foi sempre jogar como sénior no clube do coração.

“Como é óbvio, sinto um orgulho enorme por vestir a camisola do Espinho, porque me identifico com os seus valores. Como este clube e este povo não há igual, é isso que diferencia o Espinho de todos os outros clubes”, refere.

O médio estreou-se como sénior nos “tigres”, em 2010, quando foi emprestado pelo CD Feirense. Disputou a 2.ª Liga pelos “fogaceiros”, experiência que repetiu com a camisola do Académico de Viseu. Essas vivências no futebol profissional “foram enriquecedoras”, com João Ricardo a assegurar que tudo o que aprendeu até aqui serviu para ser “um melhor jogador”. “Na formação, tive treinadores importantes, que me ajudaram muito. Depois, o percurso no Feirense e no Académico de Viseu também foi fundamental para perceber como é a dimensão profissional do futebol”, afirma.



Apesar dessas aventuras, João Ricardo acabaria por regressar ao SC Espinho, não sem antes vestir a camisola do Anadia FC, por uma época. O bom filho à casa tornou e, nas duas primeiras temporadas nos “tigres”, ajudou a suprir algumas necessidades da equipa, jogando a lateral direito, algo que não impediu o seu processo de integração. “Foi sempre algo natural. Julgo que cumpri nessas funções, mas é óbvio que é a médio que me sinto mais capaz para evidenciar as minhas capacidades”, revela.

Capitão de equipa, conjuntamente com Carlitos e João Pinto, João Ricardo admite que é no clube do coração que se sente mais motivado para estar no futebol, evidenciando o espírito do plantel, com o qual convive há cinco épocas. “É no Espinho que me sinto melhor e é onde quero estar. As coisas não têm corrido como perspetivávamos, mas fazemos parte de um clube que nunca desiste e vai sempre à luta. Nos momentos menos fáceis, demonstrámos a força do clube e cada um dos capitães sabe que é importante motivar o grupo em todos os momentos”, explica.

João Ricardo marcou o seu segundo golo, esta época, no mais recente confronto para a Série D do Campeonato de Portugal. O médio considera que “trabalhar sobre vitórias é muito melhor para qualquer equipa”, admitindo que “umas vezes o futebol tira, mas noutras também dá”. “Empatámos o jogo anterior nos minutos finais, mas agora ganhámos ao Castro Daire da mesma forma. O futebol é mesmo assim. Os nossos níveis de confiança estão a aumentar. Os últimos resultados refletem isso e a nossa posição na tabela faz-nos pensar apenas jogo a jogo, sempre com a vontade de lutar pelos três pontos”, refere.



O médio diz-se satisfeito com “a oportunidade de jogar no Espinho” e recorda que “em miúdo já pensava jogar nos seniores e pisar o relvado do estádio”, algo que não é possível de momento, devido ao facto de a equipa ter de jogar em casa emprestada. Ainda assim, João Ricardo acredita que “já faltou mais tempo para o clube ter uma nova casa”.

“Um novo estádio é a única coisa que falta ao Espinho, porque já é um clube enorme. Só precisamos de melhores condições. Os nossos adeptos são fantásticos, como eles não há igual. São, talvez, a maior riqueza do Espinho, a par da sua história, que mostra que o clube sempre teve forças para recuperar nos momentos menos bons e lutar por grandes conquistas”, conclui.

Fotografias
Direitos Reservados

18 de Fevereiro de 2021
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas