Macieirense deseja permanência em “campeonato exigente”

Depois de alcançada a subida ao Campeonato Safina, o Macieirense pretende afirmar-se numa competição que constitui um novo desafio para José Borges, que mantém a base da equipa da época passada para atacar o objetivo da permanência.

O terceiro lugar alcançado pela formação de Macieira de Sarnes na 1.ª Divisão Distrital permite a José Borges criar expetativas positivas para a época 2018/2019, até porque o clube ascendeu da 2.ª Divisão Distrital até ao patamar mais elevado do futebol aveirense em apenas três anos. “Na época passada conseguimos atingir os objetivos delineados, apesar de todas as dificuldades por que passámos. Os jogadores tiveram brio, e há uma base de trabalho em que queremos continuar a apostar", revela, acrescentando que a meta a alcançar terá dificuldades inerentes a uma prova cada vez mais competitiva. “O objetivo passa pela manutenção, num campeonato que será extremamente exigente, onde quase todas as equipas já participaram nos campeonatos nacionais. Vamos defrontar clubes com uma estrutura muito forte e com mais recursos financeiros, o que lhes permite contratar jogadores com outra dimensão”, sublinha.

José Borges admite que, para já, o "o plantel vai ser curto”, admitindo que o poder de contratação do Macieirense ainda não está ao nível de outros concorrentes. “Temos que ver o contexto em que o clube vai estar inserido na próxima temporada. Trata-se de uma competição em que há uma grande diferença de recursos entre as equipas", afirma.

Para atacar a nova época, renovaram Rui, Xavi, Rosas, Huguito, Abel, Roma, Steeve, João, Luís e Dani, e a garantia dos reforços Talhas (ex-Carregosense), Lima (ex-Mosteirô Arouca) e Gustavo (ex-Bustelo).

Fotografia
Futebol Clube Macieirense

12 de Julho de 2018
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas