A “irmandade da baliza” no FC Azeméis by Noxae e o desejo de Leandro de chegar ao topo

Com apenas 18 anos, acumula presenças nas seleções nacionais jovens e fez, esta semana, a estreia como titular na Liga Placard, logo frente ao Benfica. Leandro Rodrigues, guarda-redes do FC Azeméis by Noxae que tem “o sonho de ser campeão mundial por Portugal”, diz ter encontrado no seu atual clube uma “irmandade da baliza”, que tem sido o seu grande suporte na evolução como atleta.

Depois de ter jogado cerca de quatro minutos no dérbi com o GRC Dínamo Sanjoanense, para o campeonato, Leandro Rodrigues assumiu, pela primeira vez, a titularidade do FC Azeméis by Noxae diante do Benfica, em virtude de Gerson Pinho ter de cumprir castigo. O jogador admite que sentiu “alguma ansiedade” até ao início do jogo. “Apesar de sentir aquele bichinho na barriga antes da partida, senti-me feliz por estar a ter aquela oportunidade. Embora a pesada derrota, o treinador de guarda-redes disse-me que estive bem”, revela.

Até se estrear a titular na Liga Placard, Leandro Rodrigues foi seguindo alguns conselhos de Gerson Pinho, um guarda-redes que é como família, mas “também um verdadeiro professor”. “Sempre aprendi muito com ele, sobretudo os detalhes aos quais não dava muita importância e que fazem toda a diferença para um guarda-redes. Ele ajuda-me muito e eu tento ajudá-lo, mas sou eu quem tem mais a aprender”, admite.



Curiosamente, além da “irmandade da baliza” da qual faz parte no FC Azeméis by Noxae, foi através do irmão que Leandro Rodrigues se iniciou no futsal. Pedro Rodrigues, guarda-redes da ACR Saavedra Guedes, foi o seu mentor durante os primeiros anos no futsal. “Sempre fui muito de praticar desporto. Pratiquei natação e atletismo, mas ao ver os jogos do meu irmão fiquei fascinado pela intensidade e pela incerteza no marcador. Foi assim que se despertou a paixão pela modalidade. Com 8 anos fui jogar para o Lordelo”, recorda, ele que ao fim de dois anos ingressou na ACR Vale de Cambra. “Foi muito importante a minha passagem pelo ACR Vale de Cambra, porque me deu mais experiência competitiva. Depois, o meu primeiro ano no Futsal Azeméis by Noxae foi muito bom, porque joguei nos juvenis e nos juniores e fui campeão distrital nos dois escalões. Além disso, ainda conquistámos a taça distrital e, em juniores, fizemos um campeonato sem derrotas, que nos levou à subida de divisão”, afirma.

Paralelamente ao início prometedor no Futsal Azeméis by Noxae, Leandro Rodrigues começou a ser opção frequente nas seleções distritais, participando em diversas competições interassociações, e foi chamado para um estágio da seleção nacional de Sub-15, tinha ainda 14 anos. Depois disso, passou a ser presença frequente nas seleções nacionais jovens. “O meu maior sonho é ganhar um Campeonato do Mundo por Portugal. Além disso, gostava de fazer vida no futsal e chegar o mais longe possível. No Futsal Azeméis, tivemos um início de época menos agradável. Treinávamos bem, mas nos jogos nada saía. Agora, há ainda mais intensidade nos treinos, e isso vai refletir-se na segunda volta, para alcançarmos a manutenção”, sublinha.



Focado nos seus objetivos e na vontade de triunfar no futsal, Leandro Rodrigues salienta a importância que o técnico Ricardo Canavarro tem tido na sua evolução. “Somos da mesma terra e foi ele que me apresentou o projeto do Futsal Azeméis, um clube que me ajudou a chegar ao topo e que aposta claramente na formação. O mister Ricardo Canavarro soube sempre dar-me as oportunidades para poder mostrar o meu valor”, conclui.

Fotografias
Leandro Rodrigues | Direitos Reservados

22 de Janeiro de 2021
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas