Grandes penalidades decidem Supertaça de Aveiro a favor do Espinho

Depois da decisão da Taça PECOL, Prof. José Valente Pinho Leão nos penáltis, entre Alvarenga e Esmoriz, também a Supertaça de Aveiro Joaquim Teixeira foi resolvida no desempate por grandes penalidades, desta vez entre Sp. Espinho, vencedor do Campeonato Safina, e Esmoriz, detentor da Taça de PECOL, que não conseguiram superiorizar-se durante os 90 minutos regulamentares (1-1).

Num encontro bem disputado, foi o Sp. Espinho quem se adiantou no marcador, por intermédio de Luís Lima, vantagem que se manteve até ao intervalo. No entanto, o Esmoriz não baixou os braços e, já na segunda parte, Júlio Coronel restabeleceu a igualdade, relançando a partida.

Com o equilíbrio a pautar o encontro, houve ainda espaço para alguma emoção, quando, já no período de descontos, Martin foi expulso com vermelho direto, por alegada agressão a João Pinto.

Antevia-se o empate, e Narciso Ratinho, técnico do Esmoriz, decidiu, bem perto do fim, apostar tudo no desempate por grandes penalidades, ao colocar em campo o guarda-redes João Borges, abdicando de Ricardo Pinto.

A escolha, porém, revelou-se infrutífera, já que, no momento de todas as decisões, Godinho, Batista e Fred desperdiçaram três grandes penalidades, colocando o Esmoriz em situação difícil. Do lado espinhense, Joel também não conseguiu desfeitear João Borges, mas Carlos Manuel, Rui Silva e Carlitos selaram o resultado final, e deram o triunfo aos Tigres, que celebram, assim, a “dobradinha”.

Vê as incidências do jogo aqui:

Supertaça Distrito de Aveiro 2016/17

15 de Junho de 2017
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas