Bruno Oliveira quer jogar futsal até aos 40 anos porque é o que o faz feliz

Ao longo da vida, todos nós vamos definindo objetivos que gostaríamos de vir a cumprir. O de Bruno Oliveira no futsal passa por jogar até aos 40 anos, apenas e só pela paixão que tem pela modalidade. “Digo 40 para não dizer mais. Não me vejo a deixar tão cedo. O que amo mais é jogar futsal”, atira o jovem universal do Branca Activa, que vem ajudando, com golos, à recuperação da equipa de Albergaria-a-Velha na 2.ª Divisão Distrital.

Se a meta são os 40, Bruno ainda vai a meio do caminho. Aos 22 anos, divide o tempo entre o amor pela bola e o trabalho numa empresa de mobiliário de escritório. É assim já há algum tempo e o jovem não se queixa. “Gosto do que faço e os horários são compatíveis” com os treinos e os jogos, o que ajuda nos momentos de maior aperto.

Depois de ter ajudado o CD Cucujães a sagrar-se campeão da 2.ª Divisão Distrital na época passada, o universal decidiu mudar-se para o Branca Activa, seduzido por um projeto ambicioso, que apontava à luta pela subida de divisão. “Desde o início, esse é o nosso objetivo principal”, salienta Bruno Oliveira, que garante que o arranque de época titubeante não mudou em nada o plano. “Ainda vamos a tempo. Estamos a melhorar e ainda falta muito campeonato”, atira.

Culpando a sorte, ou a falta dela, em muitas das derrotas que a equipa averbou esta época, o jogador vê na união do plantel a arma para o Branca Activa poder escalar alguns lugares na tabela. “Após as derrotas, o moral vai sempre um bocadinho abaixo mas, como o nosso grupo é forte, a união sobressai”, a qual é preponderante para a recente melhoria dos resultados.

A última vitória aconteceu no jogo com o Atlético do Luso, e Bruno Oliveira acredita que o resultado, 6-3, espelha aquilo que foi o jogo. O universal contribuiu com dois golos para o triunfo, um feito que é sempre especial, mas o mais importante é ganhar”.

Lusitânia de Lourosa aproxima-se
Para além de Bruno Oliveira, Décio Mortágua também bisou no triunfo do Branca Activa na 14.ª jornada da 2.ª Divisão Distrital, que lhe permitiu subir ao 8.º lugar da tabela classificativa.

Num dos jogos mais importantes da ronda, o Lusitânia de Lourosa recuperou de uma desvantagem de dois golos na casa do vice-líder, Arsenal de Canelas, vencendo por 3-2. O resultado foi aproveitado pela ACR Vale de Cambra, que ganhou em Arada (3-1), para aumentar a vantagem no topo da classificação.

Mais perto do 2.º lugar está, agora, o CRECUS, que ganhou ao Maceda por 3-2. Natanael Martins e Daniel Silva construíram uma vantagem de dois golos para os locais, que seria anulada por Ângelo Henriques e Nuno Pereira ainda antes do intervalo. No entanto, a meio da etapa complementar, Nelson Bastos tornaria a marcar pela equipa da casa, que somou os três pontos em disputa.

Lamas Futsal e Casal empataram a dois golos, tendo a receção do Always Young ao Gião terminado, também, com um empate, mas a três bolas.

Com João Silva e Caio Santos em plano de evidência, ao bisarem, o Ossela B levou de vencida o São João de Ver (5-3), numa jornada em que o Clube de Albergaria ganhou, por 6-0, em Angeja. Ruben Silva, por duas vezes, José Bastos, Rogério Cerqueira, Valdo Maciel e Hugo Santos marcaram os golos que definiram o resultado.

Fotografia
Direitos Reservados

21 de Janeiro de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas