Antevisão e análise à Divisão de Elite por José Alexandre Silva

A jornada
Dado o mau momento do Pampilhosa, muito longe do que seria expectável, pode dizer-se que esta foi a jornada em que aqueles que teoricamente eram mais fortes não deram azo a surpresas. A única exceção de favoritismo nesta leitura linear era a deslocação do Bustelo ao terreno do Estarreja. Esperava-se equilíbrio, que existiu, mas a formação de Miguel Oliveira saiu vencedora pela margem mínima, confirmando, dessa forma, a liderança partilhada com o Beira-Mar. No confronto entre duas equipas que ainda não tinham ganho, os pontos ficaram em Avanca que, ao ganhar por 3-1, marcou mais golos ao Vista Alegre do que a equipa do concelho de Ílhavo tinha sofrido até então no campeonato.

O destaque
Em termos individuais, o destaque vai para o primeiro golo de Artur, na vitória do Beira-Mar, em casa, frente ao Fiães, por 4-0. O remate, impossível de ser defendido, foi um primor de técnica e de qualidade de um jogador que, semana após semana, mostra porque é que jogou tantos anos num nível tão elevado.

Em termos coletivos, gostaria de realçar a vitória de qualidade do Bustelo frente ao Estarreja (ainda há duas semanas o Pampilhosa saiu vergado a cinco golos sem resposta) e o sétimo jogo sem perder do União de Lamas, com a particular vantagem de ter conseguido vencer os últimos dois confrontos. Com 13 pontos, a formação liderada por Ricardo Suiço mantém-se na luta pela subida, num campeonato extenso, onde todas as equipas perderão pontos.

A antevisão
A oitava jornada promete, em termos de competitividade e emoção. Da lista de jogos, vou destacar três. Dois por motivos lógicos, de luta pelos lugares cimeiros, e outro por questões emocionais e racionais. No primeiro parâmetro entra a deslocação do líder Beira-Mar ao terreno do Oliveira do Bairro, que tem quatro vitórias seguidas e é uma das surpresas da prova. Depois, o confronto entre o Pampilhosa, que quererá sacudir a pressão latente dos maus resultados, e o Esmoriz, que tem aqui um jogo que vai colocar à prova o terceiro posto da classificação.

Por último, o reencontro de Ricardo Suiço com o Vista Alegre, num jogo em que as emoções estarão à flor da pele. Já imagino a receção que os Ultra Porcelana lhe farão, e imagino também que não será fácil, numa primeira instância, para ele defrontar a primeira equipa que orientou enquanto treinador sénior e que o ajudou a chegar ao nível em que está agora.

2 de Novembro de 2018
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas